18.6 C
São Paulo
terça-feira, setembro 21, 2021
Festival MixBrasil

CONFERÊNCIAS

MIX LITERÁRIO: Printemps Littéraire Refugiados e o livro como resistência 🤟 | MIX BR 2020 |

Uma das questões mais emergentes na pesquisa e militância literária do poeta, professor e agitador cultural Leonardo Tonus tem sido a publicação de narrativas de escritores LGBTQIA+ na condição de refugiados.

MIX LITERÁRIO: Poesia queer transmidiática 🤟 | MIX BR 2020 |

Quando a poesia transpassa a mídia livro e alcança novas plataformas, provocando encontros com outras artes.

MIX TALKS: Pornografia é arte? 🤟 | MIX BR 2020 |

Durante a história da humanidade, as representações artísticas do sexo sempre estiveram presentes, seja nas esculturas, pinturas e, posteriormente, no cinema

MIX LITERÁRIO: A emergência de publicações da teoria queer 🤟 | MIX BR 2020 |

Nos últimos anos, as livrarias brasileiras têm recebido muitas publicações teóricas, no campo das ciências humanas e pensamento crítico, a respeito da comunidade LGBTQIA+.

MIX TALKS: Madonna Explícita – Envelhecendo em frente às câmeras 🤟 | MIX BR 2020 |

Madonna é uma das artistas femininas mais revolucionárias de todos os tempos. Atravessando décadas de carreira, da era do vinil às plataformas de streaming, ela permanece relevante, no entanto, é agora considerada velha demais para ser ela mesma.

MIX LITERÁRIO: Olhares Queer nordestinos 🤟| MIX BR 2020 |

Se é verdade que acompanhamos a insurgência de uma nova e fértil fase das literaturas de matriz nordestina, também vemos entre muitos autores de destaque nessa tendência a presença de um olhar queer.

MIX TALKS: Corpos 3.0 – Novas subjetividades para pessoas dissidentes 🤟 | MIX BR 2020 |

O corpo é um campo de batalha, um enclave valioso onde discursos de poder perpassam o tempo inteiro, onde se intenciona delimitar o que é normal, desejável e saudável.

Bate-papo sobre o filme Quem Pode Jogar? com o diretor Marcos Ribeiro | MIX BRASIL 2020 |

Bate-papo sobre o filme Quem Pode Jogar?, da mostra Vozes do Brasil Real - 28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

Bate-papo sobre o filme Ellie & Abbie, com a diretora Monica Zanetti | MIX BRASIL 2020 |

Bate-papo sobre o filme Ellie & Abbie, do Panorama Internacional do 28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade Entrevistada: Monica Zanetti (diretora) Mediação: Sofia Wickerhauser

Bate-papo sobre o filme Mães do Derick, com o diretor Dê Kelm | MIX BRASIL 2020 |

Bate-papo sobre o filme Mães do Derick, da Competitiva Brasil

Bate-papo sobre o filme Os Fortes, com o diretor Omar Zúñiga e elenco | MIX BRASIL 2020 |

Bate-papo sobre o filme Os Fortes (Los Fuertes), do Panorama Internacional do 28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade Entrevistado: Omar Zúñiga (diretor),...

Bate-papo sobre o filme Cinema de Amor, com Edson Bastos e Henrique Filho | MIX BRASIL 2020 |

Bate-papo sobre o filme Cinema de Amor, da mostra Vozes do Brasil Real - 28º Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade

MIX LITERÁRIO: Audre Lorde no Brasil 🤟 | MIX BR 2020 |

Nos últimos anos, o meio editorial brasileiro tem visto a emergência de estudos e traduções sobre a grande Audre Lorde, escritora caribenha-americana, feminista, mulherista, lésbica e ativista dos direitos civis.

MIX TALKS: Brasil is burning! O poder da cultura ballroom 🤟| MIX BR 2020 |

Uma filosofia de vida. Um movimento cultural. Uma festa. Uma dança. Uma convocação performativa.

MIX TALKS: Arte e decolonialidade – novas perspectivas para o Brasil 🤟| MIX BR 2020 |

Manifestações ao redor do mundo lançaram novos olhares sobre as questões raciais.

MIX LITERÁRIO: Djuna Barnes para além das divisões binárias 🤟| MIX BR 2020 |

Escritore, pesquisadore e tradutore das obras dessa icônica poeta norte-americana, Beatriz tem se dedicado ao modo como Djuna Barnes trabalhava com ritmos consagrados na poesia, mas com frequência recorrendo às infrações, sendo este o seu método de intervenção.

MIX LITERÁRIO: Narrativas antiajuda: saúde mental na literatura queer 🤟 | MIX BR 2020 |

Neste ano de pandemia, e nos últimos movimentos do desmonte cultural brasileiro, várias autoras e autores têm dado respostas literárias desviantes para as travessias individuais e subjetivas, sobretudo no que diz respeito à questão da saúde mental.